sexta-feira, 30 de julho de 2010

Encontrado Templo Filisteu no Lar de Golias


Por Ben Hartman

Arqueólogos encontraram um templo filisteu e também evidências do maior terremoto dos tempos bíblicos, durante as escavações realizadas no Parque Nacional Tel Tzafit, próximo a Kiryat Gat.

O sítio arqueológico abriga a cidade filistéia de Gate, o lar do antigo guerreiro Golias.

O Prof. Aren Maeir do Departamento de Estudos e Arqueologia da Terra de Israel, disse nesta quarta-feira, que o templo pode lançar luz sobre a arquitetura na Filistia quando o herói judeu Sansão, supostamente, derrubou o templo de Dagon sobre si mesmo.

Maeir disse que a arquitetura do templo filisteu é o primeiro achado desse tipo em Gate, ajudando a esclarecer como teria sido o templo de Dagon, em particular os dois pilares que ancoravam o centro da estrutura.

“Não afirmamos que este é o mesmo templo em que ocorreu a história de Sansão ou que a história nunca aconteceu,” disse Maeir. “Mas, ele nos dá uma boa ideia de que imagem o escritor da história poderia ter de um templo filisteu.”

Maeir disse que os sismólogos que examinaram o sítio confirmaram que um grande terremoto ocorreu ali, estimado em 8 pontos na escala Richter. A maior evidência foi a presença de tijolos da muralha que haviam sidos derrubados e espalhados “como um baralho de cartas”.

“Se os sismólogos estão certos, os 8 graus na escala Richter teria aplainado uma grande cidade. A intensidade da energia necessária para mover as muralhas só poderia ter sido de algo muito poderoso,” disse Maeir.

“Sabemos que este é o mais famoso terremoto mencionado no Livro de Isaías e no Livro de Amós... O que temos aqui é a mais forte evidência arqueológica de um dramático terremoto, um evento natural que deixou uma marca muito significante nos profetas bíblicos da época.”

O sítio no Parque Nacional Tel Tzafit contém um dos “montes de ruína” mais antigos de Israel, estima-se que a habitação humana contínua iniciou a partir do quinto milênio a.C até hoje.

Outros achados importantes são as evidências da destruição de Gate pelo Rei Hazael de Damasco, por volta de 830 a.C, e a evidência do primeiro assentamento filisteu em Canaã.

Maeir disse que os itens incluem o equipamento de cerco usado por Hazael durante o ataque sobre Gate, o mais antigo achado arqueológico do seu gênero já descoberto.


Fonte: Jerusalem Post

0 comentários:

Postar um comentário