quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Arqueologia: Órion, o Caçador - Mito grego nascido em Montanha da Síria

Por Sabbagh H.




Síria (Damasco) - Durante os anos sessenta uma estátua de um touro, dedicado ao deus grego Órion, foi descoberta no monte Younan perto da vila Bloudan, região próximo a Damasco.

As inscrições em grego declararam que a estátua era uma oferenda a Órion, feita por um antigo guerreiro chamado Tamanaius.

Órion é uma figura mítica, cuja origem está relacionada a várias histórias. Uma história conta que os deuses Zeus, Hermes e Poseidon vieram visitar um homem chamado Hyrieus que assou um boi inteiro para eles, e quando oferecerem-lhe um favor, este homem pediu que lhe nascessem filhos, e assim nasceu Órion.

Outras histórias contam que ele era filho do deus dos mares Poseidon, e que tinha uma incrível força, beleza e era excelente na caça de animais selvagens, daí o seu título de "Caçador".

Em uma história, Órion se apaixonou pela filha de um rei e seduziu-a, levando o rei à cegá-lo. Órion viajou ao distante oriente para que os raios do sol pudessem restaurar a sua visão. Mais tarde, ele acompanhou a deusa da caça Ártemis.

Achados arqueológicos em um templo romano encontrado em 2009 indicam que a lenda pode ter se originado em algum lugar ao redor das montanhas de Bloudan, particularmente o monte Younan, e mais tarde o mito teria alcançado a Grécia, sendo então, incorporado na mitologia grega.

O monte Younan está localizado a 6 km a nordeste de Bloudan e tem 2100 metros de altura. Três estruturas antigas em mau estado foram descobertas no cume ocidental do monte, perto das encostas norte e oeste.

Escavações a oeste das estruturas revelaram um pedestal que se acredita ter sido um altar sacrificial ou uma baliza usada para guardar o local. Acredita-se que estes remanescentes sejam parte de um templo que remonta à época romana.

Até agora, o trabalho na estrutura central focalizou-se em áreas que o rodeiam, pois os escombros da própria estrutura torna impossível a escavação até que se tenha feito uma aproximação gradual por todos os lados.

A estrutura oriental remonta à época bizantina, e provavelmente foi um mosteiro construído a partir de pedras retiradas das outras duas estruturas. Esta estrutura continha os achados mais importantes do sítio, incluindo moedas de bronze que remontam os séculos 4 e 5 d.C., pontas de flechas de ferro e bronze, lanças, além de pregos e outros artefatos de metal.

Parte do monte foi dada recentemente ao Patriarcado Ortodoxo Grego, que pretende reabilitar o sítio do monastério através da construção de uma nova igreja no local e uma série de instalações de serviços próximos do sítio arqueológico, tudo será construído para atender a natureza do local e permitir que as pessoas tenham acesso fácil ao local.
(SANA)


Fonte: Global Arab Network

0 comentários:

Postar um comentário