sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Pelagianismo: Um Modelo Monergista de Redenção

Pelagianismo: Um Modelo Monergista de Redenção


Enviado por Martin Glynn

“Pelagianismo? Monergista? Martin, eu acho que você precisa reavaliar suas definições."

Não, é verdade! Para aqueles que leem principalmente a literatura calvinista da internet, a palavra "monergismo" é entendida como sinônimo de determinismo. No entanto, o termo significa especificamente que as ações (energia) só partem de um sujeito nos processos de redenção e santificação. O processo envolve as duas partes: Deus e o ser humano. Portanto, monergismo é qualquer sistema de crença que vê cada uma das partes como o único ator efetivo no processo, seja ele Deus (Calvinismo/Agostinismo) ou humana (Pelagianismo).

Portanto, fico chocado quando muitos calvinistas parecem louvar o monergismo como se o conceito, por si só, justificasse a superioridade do Calvinismo. A verdade da questão é, ao meu parecer, que a maioria dos calvinistas simplesmente pensam monergisticamente. Muitos creem que o processo deve ser só de Deus ou só do homem, e se nós não dizemos que isso é só de Deus, isto equivale a dizer que é só do homem.

Isso não é verdade.

Aqui está a verdade sobre o assunto:


Pelagianismo: Monergista: Crê que o homem inicia e conclui o processo de redenção e santificação por viver um tipo de vida modelada por Cristo.

Semi-pelagianismo: Sinergista: Considera que o homem inicia o processo de redenção, mas ele é concluído pela ajuda de Deus e do sacrifício redentor de Cristo.

Semi-agostinismo (Arminianismo): Sinergista: Acredita que Deus inicia o processo de redenção, e conclui este nas pessoas que respondem ao seu chamado inicial.

Agostinismo (Calvinismo): Monergista: Acredita que Deus inicia e conclui o processo de santificação e redenção de um grupo seleto de pessoas.

Aqueles que louvam o “Monergismo” e condenam o "Sinergismo” fazem isso sem entender os termos. Tanto o Pelagianismo (uma teologia monergista) quanto o Semi-Pelagianismo (uma teologia sinergista) são heréticas, e tanto o agostinismo (uma teologia monergista) quanto o Semi-agostinismo (uma teologia sinergista) caem confortavelmente dentro dos limites da ortodoxia.

Veja o Dicionário Oxford da Igreja Cristã para colaborar definições dos termos

Para ir ao post original, clique aqui.




Imprima este artigo em PDF

0 comentários:

Postar um comentário