domingo, 25 de abril de 2010

Arminianismo não é .....


Eu estava visitando uns irmãos calvinistas no Facebook e descobri que eles tinham poucas linhas de ataque ao arminianismo. No começo rebati os ataques simplesmente como mais outro equívoco calvinista sobre o arminianismo, mas quanto mais eu pensava sobre as observações deles, mais eu percebi que as pessoas realmente não entendem o que os arminianos acreditam sobre Deus nem sobre a a salvação em geral. Roger Olson já tem feito um bom trabalho de apresentação dos mitos mais comuns sobre o arminianismo, em seu livro Teologia arminiana: Mitos e Realidades então eu não sinto a necessidade de reescrever o que Olson já escreveu sobre mitos populares sobre o arminianismo.

No entanto, sinto que há algumas coisas que quero salientar sobre o que não é o arminianismo. Arminianismo não é .....

1. Teologia Centrada no Homem - Uma leitura das obras de Armínio vê-se que a ênfase de Armínio está sempre sobre a glorificação de Cristo. Quer se trate da compreensão de Armínio de eleição (centrada em Cristo) a sua compreensão da natureza da perseverança (focado em Cristo), Armínio procurou exaltar a Cristo.

Realmente acredito (e escrevi posts sobre isso antes), que o arminianismo verdadeiramente exalta a Cristo mais que o calvinismo, desde que Jesus não é visto apenas como o Salvador dos eleitos (conforme 1 Timóteo 4:10), mas de todos (João 1:29; 1 Timóteo 2:1-6). Na eternidade, todos os santos hão de declarar que só Jesus é digno de louvor por nos salvar (Apocalipse 5:8-10). A humanidade não vai receber crédito pela nossa salvação eterna, que foi adquirida somente pelo sangue de Jesus Cristo (Hebreus 9:14).

2. Teologia Centrada no Desejo - Alguns tentam ensinar que os arminianos acreditam que alguém, em qualquer lugar pode "desejar" a sua própria salvação. Este não é o caso. Nós acreditamos que além da obra do Espírito, ninguém pode ser salvo (João 6:44; 16:8-11). O Espírito nos convence do pecado e Ele não força a pessoa a acreditar, Ele nos capacita a crer pela graça (Filipenses 1:29; 2 Tessalonicenses 2:13-14). Não negamos que Deus nos deu o livre arbítrio, mas ninguém pode ser salvo sem a obra do Espírito Santo sobre o seu coração. Nós não ensinamos que uma pessoa coopera com Deus para ser salvo, mas que nos rendemos à Sua graça para sermos salvo. Nós recebemos a Sua salvação pela fé (Romanos 5:1; Efésios 2:8-9) e que o Espírito nos regenerou naquele momento (João 3:3-7; Tito 3:5-7; 1 João 5:1). A salvação é sempre pela fé e pela fé continua até o fim (João 8:51; 1 Coríntios 15:1-2; Colossenses 1:21-23; 1 João 2:28).

3. Salvação Mantida por Obras - Alguns querem ensinar que os arminianos acreditam que somos salvos pela graça mediante a fé, mas a mantemos pelas obras. Na verdade, ouvi um "não-calvinista" tentando dizer que esta é a razão pela qual ele não é um arminiano, já que os arminianos acreditam numa salvação tipo “porta giratória” (um minuto você está dentro e do outro você está fora). Como é triste quando não se busca a verdade sobre as obras de Armínio e conta-se com a Internet ou fontes calvinistas de pesquisa.

A realidade é que os arminianos ensinam que somos salvos pela graça através da fé e somos mantidos pela fé. 1 Pedro 1:5 deixa isso muito claro. Jesus disse que Suas ovelhas ouvem (presente) Sua voz e seguem-no e ninguém é capaz de arrebatá-los (aqueles que estão ouvindo a Sua voz) para fora de suas mãos (João 10:27-30). Paulo disse que nada pode nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus (Romanos 8:38-39 com a base sendo "em Cristo Jesus"). Enquanto um crente continua crente em Cristo Jesus, não tem nada a temer (2 Tessalonicenses 3:3). Jesus disse que o trabalho que devemos fazer para a salvação é simplesmente crer (presente) nEle (João 6:29). Quando fazemos isso (acreditar), estaremos seguros (2 Pedro 3:17-18 NVI).

4. Evangelismo é Centrado no Homem - Refiro-me de volta ao ponto 1, mas é absurdo afirmar que os arminianos acreditam num evangelismo centrado no homem. O evangelismo deve ser sempre para a glória de Deus em Cristo Jesus. Quando procuramos fazer discípulos de Jesus, devemos sempre dar ênfase em Jesus e em Seus ensinamentos (Mateus 28:19-20 NVI). O evangelismo deve ser feito usando a Palavra de Deus a fim de trazer a convicção do pecado (1 Timóteo 1:8-11) e trazer as pessoas ao arrependimento através da Palavra de Deus e pela graça de Deus (Romanos 2:4; 3:19-20; 2 Timóteo 2:25; 2 Pedro 3:9).

Para o arminiano, os tristes chamarizes encontrados em muitas igrejas onde você "anda no corredor" ou a dita "oração do pecador" é enganosa e simplesmente não é o arminianismo, mas é semi-pelagianismo. A Bíblia não ensina qualquer outro método para a salvação, senão Deus lidando com as pessoas através do evangelho visando que as pessoas se arrependam e se batizem (Atos 2:37-39, 41; 3:19; 8:12-13, 36-38; 9:17-18; 10:44-48; 11:18; 16:14-15, 30-34; 18:8; 19:1-7; 22:16; 26:20). Não existe nada no Novo Testamento sobre o povo "orando para receber a Cristo" ou "vindo para frente." Jesus simplesmente disse às pessoas para abandonarem tudo e segui-Lo (Lucas 14:25-35; 18:18-30). Ele nunca tentou convencer as pessoas através de suas habilidades para segui-lo, mas ele colocava a verdade diante deles e permitiu-lhes segui-lo ou rejeitá-lo (João 4:42).

5. Falta de Exegese Bíblica - Tenho lido blogs calvinistas e livros que parecem ensinar que o calvinismo é uma fé intelectual, ao passo que o arminianismo é mais emocional. Simplesmente não há provas para isso. Arminianos, como eu, amam a Palavra de Deus e se alimentam de suas preciosas verdades (Mateus 4:4). Eu acredito que é dever do discípulo de Jesus permanecer em Seus ensinamentos (João 8:31-32 NVI), acredito que o discípulo fiel (Apocalipse 17:14) precisa agarrar com firmeza a sã doutrina (1 Timóteo 4:16 NVI).

Ao longo dos anos como um discípulo tenho modificado a minha opinião, mas fiz isso apenas porque procurando as Escrituras concluí que tive que mudar minha crença ou compromisso. O compromisso não é uma opção para o discípulo de Jesus, por isso tenho reformado a minha mente (Romanos 12:2). Deus nos deu Sua Palavra para conhecer Seus caminhos e caminhar após Ele (Salmo 19:7-11 NVI) e para distinguir o certo do errado (Hebreus 5:14 NVI). O Espírito Santo nos ajuda a aplicar as Escrituras em as nossas vidas (João 14:25-26; 1 Coríntios 2:11-16). É importante para nós obedecer a Deus e à Sua Palavra (Tiago 2:14-26) e sermos transformados pela Palavra.

Conclusão

De nenhuma maneira entendo tudo sobre o calvinismo, mas eu oro para que os meus irmãos calvinistas sejam cautelosos na rotulagem do arminianismo, assim como qualquer um dos pontos acima, além da primeira leitura e o estudo do que Armínio disse sobre o assunto. Nós arminianos temos sidos considerados culpados de atacar os calvinistas sobre o que percebemos do calvinismo sem primeiro ter procurado saber se João Calvino ensinou tal doutrina. Eu admito isso e por isso estou arrependido. Mas eu acho que como irmãos e irmãs em Cristo precisamos de mais compreensão e fazer menos suposições falsas sobre cada outro sistema teológico.


Fonte: Arminian Today

1 comentários:

83105336 disse...

Concordo em gênero, número e grau com o escrito do irmão "arminiano" (rsrsrsrs...). "Mas eu acho que como irmãos e irmãs em Cristo precisamos de mais compreensão e fazer menos suposições falsas sobre cada outro sistema teológico." - Também lamento todas essas farpas lançadas de ambos os lados. Como "calvinista", tenho minhas convicções que foram adquiridas com o passar dos anos na minha caminhada cristã e, tenho absoluta certeza de tê-las firmadas à luz da Palavra de Deus. Às vezes brincamos, eu e um grande amigo e irmão, pastor metodista, arminiano convicto e um santo dentre os eleitos(rsrsrs... não resisti), que Armínius e Calvino estão curtindo no paraíso enquanto debatemos suas teologias que foram mal interpretadas por nós.

Postar um comentário